Faça em casa TORNEIRA que DESLIGA SOZINHA

publicidade

Provavelmente, você já viu ou usou uma torneira que desliga sozinha. Basicamente, a ideia é que essa válvula mecânica simples que se destina a regular o fluxo de um fluido numa tubagem, acione quando algo que se movimenta e/ou tenha presença de calor se aproxime. Mas você já pensou em fazer uma dessas para ter em casa?

publicidade

Materiais para fazer uma torneira automática

Antes de começarmos a explicar como fazer uma torneira que desliga sozinha, é importante ressaltar que essa tecnologia, conhecida como automação residencial e também chamada de domótica vem se destacando e se desenvolvendo ao longo dos anos.

Isso porque, essa tendência visa a integração dos mecanismos automáticos de um espaço residencial, simplificando o cotidiano das pessoas. A ideia é satisfazer as necessidades de comunicação, de conforto e de segurança.

Voltando ao nosso tema… Fazer uma torneira que desliga sozinha em casa não é tão complexo quanto parece. Inclusive, é possível fazer uma sem a necessidade de usar o arduino. Isso significa que o projeto pode ficar mais barato e mais simples – sem desculpas para refutar.

Para fazer uma torneira que desliga sozinha, é preciso de alguns itens que são essenciais, como a válvula de solenóide – que ao notar a presença de energia “abre” a torneira e quando a mesma é retirada ela “fecha” -, o sensor infravermelho – que vai servir para identificar se a mão está perto e a água precisa ligar -, o relê – que é como se fosse um mini interruptor eletrônico e vai ter a função de fazer a ligação de informação e comando entre a válvula e o infravermelho -, um carregador de celular para funcionar como uma fonte -, uma fêmea de tomada para colocar esse carregador e um cabo USB para levar energia para todas essas partes eletrônicas.

Como fazer a torneira funcionar

Para fazer a nossa torneira que desliga sozinha funcionar, foi preciso montar uma “gambiarra” com um cano de PVC. A ponta dessa estrutura foi o local escolhido para colocar a válvula de solenóide. Para garantir que ela ficasse bem presa, foi necessário usar um pouco de veda rosca.

A primeira ligação elétrica nesse experimento é juntar o relê com o sensor infravermelho. Depois disso, é preciso pegar o cabo USB, desencapar e descobrir qual fio é positivo e qual é o negativo. Após isso ser feito, basta soldar os fios e colar nas ligações que foram feitas entre o relê e o infravermelho.

Um outro item usado para fazer a torneira que desliga sozinha funcionar foi um bico. Isso é necessário para direcionar a água que vai sair dessa estrutura montada e inibir os riscos dela espirrar aleatoriamente para todos os lados.

Além disso, para que não aconteça nenhum curto-circuito, é preciso isolar todos os terminais que estão embaixo das placas e, posteriormente, colocar todo o conjunto finalizado no solenóide.

Uma dica importante que faz com que o sensor infravermelho funcione melhor e tenha uma performance mais assertiva, é passar uma fita em volta dele para que ele não pegue tanta luz do ambiente. Em seguida, já é possível prender o carregador e a tomada e ligar a parte elétrica da torneira que desliga sozinha.

Lavando as mãos

Depois de finalizar todas as etapas, é hora de colocar a torneira que desliga sozinha para funcionar. É importante se atentar que essa estrutura não pode molhar. Nesse caso, é preciso fazer uma “capa de proteção” para se certificar de que não vai cair nenhum respingo na torneira.

A estratégia tomada para fazer a torneira que desliga sozinha do Manual do Mundo funcionar e ficar segura foi colocar um saquinho zip lock. Assim, a torneira não ia ter contato com respingos de água e nem ficaria toda vedada a ponta de algo aquecer e ela correr o risco de parar de funcionar.

Após concluir tudo, basta colocar o sabão na mão e lavar cada cantinho dos dedos com muita atenção para se certificar de que a mão vai estar bem higienizada. Depois, claro, é só enxaguar na torneira que desliga sozinha!

Agora que você descobriu toda a ciência por trás de uma torneira que desliga sozinha, não deixe de compartilhar esse vídeo com aquele seu amigo que adora fazer essas “geringonças” em casa. Além disso, em tempo de coronavírus, é ainda mais importante lavar as mãos.

Deixe seu comentário

Artigo anteriorGrupo estuda a possibilidade de usar ventos solares para produzir energia
Próximo artigoQuímica verde: projeto desenvolve insumos sustentáveis para o aumento da qualidade agrícola