EXPLOSÃO de AREIA usando ÁGUA? Nós fizemos!

publicidade

publicidade

O que acontece quando você aquece a areia e eleva sua temperatura para mais de 200°? Lembra de todas aquelas cenas de desenho animado, quando a casca do ovo é quebrada e ele acaba sendo frito no calor do solo? Hoje vamos mostrar que isso pode acontecer de verdade! Sim, nesta experiência, contamos com a ajuda do nosso mais novo amigo (que ainda não recebeu um nome) para esquentar a areia e fazer com que o seu calor seja suficientemente forte para cozinhar, fritar e assar certos tipos de alimentos. Será que vai dar certo?

Como fritar com areia?

Demos início a nossa experiência aquecendo a areia e, ao atingir a temperatura desejada, colocamos um pouco de água sobre ela para observar a reação. De forma super interessante, a água adentrou a areia e começou a borbulhar — foi assim que percebemos que era possível ferver a água. Em seguida, pensamentos de quais outras coisas poderiam ser aquecidas na areia tomaram conta da nossa mente e fritar batatas foi a nossa primeira tentativa — mas você deve imaginar que não foi a única.

Utilizamos 3 tipos de areia para ver qual seria a melhor para substituir o óleo:

  • Areia da praia – Por ser extremamente fina, foi a nossa primeira opção;
  • Areia de construção – Com um primeira tentativa frustrada, tentamos fazer o oposto;
  • Areia de filtro de piscina – Tem os grãos nivelados e se pode servir para filtrar uma piscina, que mal traria para um alimento?

Embora realizar a preparação de alimentos na areia seja algo novo e curioso para nós, alguns países como Índia e Turquia, por exemplo, já fazem isso há muito tempo. Você sabia? Acompanhe o vídeo até o fim para saber qual alimento ficou melhor ao ser preparado na areia.

Após assistir o vídeo, queremos saber a sua opinião: quais outros alimentos poderíamos ter preparado? Você teria coragem de experimentar?

Veja também

Deixe seu comentário

Artigo anteriorTestamos a VÁLVULA DE TESLA até o LIMITE!
Próximo artigoFizemos um RAIO DE PLASMA de 3000 VOLTS!
Jornalista multimídia e produtora de conteúdo. Curiosa, gosto de ler de tudo um pouco - de livros gigantes até placas de trânsito. Sou fã dos quadrinhos da Mafalda, e todos meus animais de estimação têm nome de comida. Adoro contar uns contos, mas amarro bem os pontos.