A árvore de PRATA que cresce em SEGUNDOS!

publicidade

Se você é do time dos céticos sobre os “poderes” das reações químicas, este vídeo é para você! Vamos te mostrar uma árvore de prata que cresce em segundos. Sim, ela “brota” na hora!

publicidade

Como diria o poeta cubano José Martí, na vida, precisamos fazer três coisas: ter um filho, escrever um livro e plantar uma árvore. O Iberê já cumpriu todos, por isso, o desafio agora é outro. Vamos fazer uma árvore química de prata!

Para realizar esta experiência, usaremos, basicamente, dois ingredientes: nitrato de prata e um pedacinho de fio de cobre.

O primeiro parece um sal de cozinha, mas é formado por prata, nitrogênio e oxigênio. Ao misturarmos o nitrato de prata na água, fazendo uma solução, o nitrato irá se separar da prata e teremos íons de prata.

Mas por que esse líquido não tem aquela cor prateada que a gente conhece? Para quem não sabe, no íon de prata, os átomos têm um elétron a menos, então, não é a prata metálica que estamos acostumados a ver, como nas joias, por exemplo.

Prontos para nossa plantação química? Para que nossa “árvore” de cristais de prata cresça, precisamos descascar o fio com cuidado para não encostar nossos dedos nele. Agora, é só pingar a solução de nitrato de prata no cobre e ver a “mágica”, ou melhor, a química acontecer!

E como nasce essa “árvore de prata”?

Os íons de prata começam a roubar os elétrons do pedaço cobre. E, ao ganhar os elétrons, eles deixam de ser íons, transformando-se em prata metálica. Ao mesmo tempo, o cobre vai deixando de ser metálico e se torna íons de cobre. Pronto, temos uma linda árvore de cristais de prata!

Atenção se você está se preparando para o Enem! Na prova, sempre cai uma questão sobre OXIRREDUÇÃO. Esse é o nome de uma reação química que acontece quando os reagentes trocam elétrons. Sim, é disso que se trata a nossa experiência química!

Como os cristais formados são muito pequenos para serem vistos a olho nu, nós recorremos a três “ajudantes”: microscópio óptico, lente macro e um microscópio USB

O resultado é lindo demais! Comente aqui o que achou de nossa experiência e aproveite para se inscrever em nosso canal!

Deixe seu comentário

Artigo anteriorBactérias da boca de ancestrais humanos sugerem grande consumo de carboidratos
Próximo artigoFoca-elefante fêmea dorme apenas uma hora por noite
Jornalista multimídia e produtora de conteúdo. Curiosa, gosto de ler de tudo um pouco - de livros gigantes até placas de trânsito. Sou fã dos quadrinhos da Mafalda, e todos meus animais de estimação têm nome de comida. Adoro contar uns contos, mas amarro bem os pontos.