Por que o OURO é tão VALIOSO? Iberê responde

publicidade

Sempre falamos, mas é bom repetir: não existe pergunta boba. Na verdade, bobo é não perguntar e continuar com dúvida em algo. Isso, além de te ajudar, também pode beneficiar outras pessoas que poderiam estar com a mesma questão. E já que o assunto é tirar dúvidas: afinal, por que o ouro é tão valioso? Será que o YouTube e os creators vão se manter em alta por muito tempo?

publicidade

Para esta edição de mais um “Iberê Responde”, reunimos essas e outras questões dos nossos fãs em nossas redes sociais como no YouTube, Instagram, TikTok e por aí vai!

Por que o ouro é tão valioso?

Você, alguma vez, já se perguntou por que o ouro é tão valioso? Por que algumas pessoas gostam de comprar esse material? Por que ele não desvaloriza? E por aí vai… Se a resposta for sim, hoje você vai descobrir!

Basicamente, quando falamos em metais, todos possuem particularidades semelhantes. Exceto o ouro. Isso porque, ele praticamente não oxida e não reage com quase nada. Nesse caso, aquele brilho presente no ouro não vai desaparecer.

Além disso, outro ponto muito interessante no ouro é que ele é extremamente maleável, o que facilita muito pensando na forma que ele vai ser trabalhado.

Com essas características específicas, o ouro se destaca em muitos mercados, como o de joias e na indústria de alguns produtos tecnológicos, por exemplo. Fora que esse produto não é encontrado em abundância, o que o torna ainda mais relevante.

A bolha do YouTube vai durar muito tempo?

YouTube é uma plataforma de compartilhamento de vídeos fundada em fevereiro de 2005. De lá pra cá, muitas coisas mudaram e foram sendo reinventadas. Vídeos engraçados, politizados, informativos, e por aí vai. O que não faltam são estilos e formatos.

As transmissões ao vivo, por exemplo, se destacaram ainda mais por conta da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus – com as chamadas “Lives”. Atualmente, outro formato que vem se destacando são os #Shorts.

Mas será que a bolha do YouTube vai durar muito tempo? Para o Iberê, não se trata de uma “bolha” e sim de uma tendência que só vem crescendo desde que foi criada. É certo dizer que a plataforma passa por mudanças, mas tanto ela como as demais seguem a todo vapor com conteúdos variados sendo produzidos a todo momento. Querendo ou não, essas tecnologias vieram para ficar.

Mas, além de perguntas como essas que você acabou de ver, foram feitas várias outras. Para conferir tudo, assista ao vídeo na íntegra. E não se esqueça de compartilhar com aquele amigo que também tem muitas dúvidas aleatórias!

Deixe seu comentário

Artigo anteriorGrupo desenvolve projeto buscando a preservação de línguas indígenas
Próximo artigoMas afinal, que tal aprender sobre ciências humanas no Youtube?