Estudante desenvolve robô para agricultura familiar visando melhoria e desenvolvimento

publicidade

A agricultura familiar é o cultivo da terra realizado por pequenos proprietários rurais, tendo como mão de obra, essencialmente, o núcleo familiar. No Brasil, essa prática é amplamente realizada por inúmeras pessoas. No entanto, em detrimento de alguns fatores, como condições muito rudimentares e alto desgaste físico, acaba impactando diretamente na produção. E foi partindo desse princípio que um jovem estudante resolveu desenvolver um robô para agricultura familiar.

publicidade

Robô para agricultura familiar

O projeto do robô para agricultura familiar surgiu porque o estudante mora em uma região rural e analisou algumas condições que deveriam ser melhoradas. Desse modo, no intuito de contribuir com o aumento da produção de alimentos pelos pequenos produtores, que, ao produzirem para si e para suas comunidades, reduzem a exposição local ao risco da fome, desenvolveu o projeto do Vespertílio 01.

Quer conferir mais sobre o projeto? Leia o artigo produzido pelo grupo a seguir:

robo-para-agricultura-familiar
Projeto foi desenvolvido pensando nos pequenos agricultores | Divulgação

“Projeto Vespertilio 02”

*Por Ud Madeiro Pereira
*Coordenado por Thayane Rabelo Braga Farias e Francisco Augusto Oliveira Santos

Meu nome é Ud Madeiro Pereira, sou estudante do ensino médio na Escola Estadual de Educação Profissional Edson Queiroz, de Cascavel, Ceará. Desde criança gosto de inventar mecanismos, já criei muitos objetos, e, tenho habilidades com solda MMA, marcenaria, eletrônica e elétrica. Sou bolsista do CNPQ pela FEBRACE e desde 2012 vejo o canal Manual do Mundo, que muito me inspirou e me inspira, inclusive, minha maior alegria, ao tomar conhecimento da minha aprovação na FEBRACE 2020, foi saber que ia estar com o Iberê, o que infelizmente não se concretizou, devido a alteração da feira para o formato virtual por conta da pandemia.

Nosso projeto, Vespertilio 02, trata-se de um robô semeador de grãos, movido a energia elétrica, com aplicação no plantio de sementes agrícolas, e, visa agilizar o trabalho dos agricultores realizando o plantio de forma precisa e rápida, sem emissão de carbono em seu funcionamento, e com baixo custo de abastecimento.

Moro numa região rural, e, observando a situação dos agricultores na minha região, que produzem em condições muito rudimentares, com alto desgaste físico e baixa produção, decidi criar uma tecnologia para ajudar ao pequeno produtor.

Então, fiz uma ampla pesquisa sobre os maquinários agrícolas hoje existentes, e vi que seus custos eram inacessíveis ao agricultor familiar e que o funcionamento desses maquinários tem muitos impactos ambientais. Descobri, também, que o monopólio da produção de alimentos por grandes empresas, é responsável pelo alto custo dos alimentos, e que, mais de 800 milhões de pessoas passam fome no mundo.

O robô realiza o plantio de forma precisa, utilizando sistemas eletrônicos de automação | Divulgação

Desse modo, no intuito de contribuir com o aumento da produção de alimentos pelos pequenos produtores, que, ao produzirem para si e para suas comunidades, reduzem a exposição local ao risco da fome, criamos o projeto do Vespertílio 01, um robô de esteira, de pequeno porte e de fácil de manuseio, que realiza as funções de preparação do solo e plantio de sementes. O protótipo Alfa do robô, confeccionado com materiais reciclados, movido à energia solar e controlado por arduinos, serviu para realização de testes para elaboração do protótipo Beta, o Vespertilio 02.

O Vespertilio 02 tem uma velocidade média de 12km por hora. Quanto à produtividade, as projeções, para fins de comparação do rendimento do trabalho do agricultor com e sem o uso do robô, são de que, com o uso do Vespertilio 02 o agricultor produz em um único dia o que produziria em 20 dias sem o auxílio dessa tecnologia. Desse modo, conclui-se que, com o uso do Vespertilio 02 o agricultor tem um ganho de 2000% de eficiência na sua capacidade produtiva.

O Vespertilio 02, é adaptável para diversas culturas, e realiza o plantio de forma precisa, utilizando sistemas eletrônicos de automação. Apresenta maior facilidade de manuseio, sem necessidade de mão de obra especializada, e, maior velocidade de plantio em comparação ao maquinário tradicional. E, ao utilizar energia elétrica, apresenta o diferencial de ser livre de emissão de carbono e ter menor gasto com abastecimento e manutenção. O custo de abastecimento elétrico do robô é somente 30% do valor de abastecimento com combustível.

Em comparação ao uso de maquinários tradicionais, o Robô Vespertilio 02 custa apenas 14,78% do maquinário tradicional que realiza a mesma função com um custo 85,22% menor, com autonomia e sustentabilidade sendo amigável ao meio ambiente. Seu uso traz ganhos para o pequeno produtor rural que terá suas condições de trabalho melhoradas, com menos exposição ao sol e menor esforço físico, e, consequentemente, menos problemas de saúde. E, ganhos para a sociedade que terá a disponibilidade da oferta de alimentos expandida e os custos reduzidos pelo menor investimento na produção.

robo-para-agricultura-familiar
A ideia era contribuir com o aumento da produção de alimentos pelos pequenos produtores | Divulgação

Os dois protótipos, o protótipo Alfa, o vespertiio 01, e o protótipo Beta, o Vespertilio 02, foram apresentados na FEBRACE em 2020 e 2021 respectivamente. Por conta dessa participação recebi um apoio substancial para a continuidade e sucesso da minha pesquisa, a FEBRACE, tornou meu projeto acessível a profissionais altamente qualificados, que me orientaram, me ajudaram a acreditar no meu projeto e a ter segurança de investir nele. Além disso, a FEBRACE me contemplou com uma bolsa de iniciação cientifica que me estimula a sistematizar, cada vez mais, minha pesquisa.

O conselho que dou para quem deseja participar de feiras cientificas é investir, com seriedade e entusiasmo, na pesquisa de um tema que desperte sua motivação e que seja de interesse social.

*A divulgação desse artigo na íntegra é uma parceria entre o Manual do Mundo e a FEBRACE (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia). Nós convidamos os ganhadores da feira para escrever artigos sobre os projetos que eles desenvolveram. Você pode conferir outros textos como esse aqui.*

Deixe seu comentário

Artigo anteriorSUBMARINO no FUNDO do MAR: CONSEGUIMOS!!!
Próximo artigoGrupo desenvolve projeto buscando a preservação de línguas indígenas