Astronomia é só estrelas? Ciência está presente em GPS, wi-fi e celulares

publicidade

A importância da astronomia é ímpar. Ela é uma das mais antigas ciências e estuda tanto os corpos celestes, como as estrelas, os planetas, os cometas, as nebulosas, e as galáxias, quanto os fenômenos que se originam fora da atmosfera da Terra, como a radiação cósmica de fundo em micro-ondas.

publicidade

Nesse caso, estudar e compreender a importância da astronomia é um caminho para conseguir algumas respostas ou, ao menos, evitar novas indagações tão válidas quanto. Vale pontuar que essa área de conhecimento está ligada à física, à química e ao movimento de objetos celestes, bem como a formação e o desenvolvimento do universo.

importancia-da-astronomia
USP oferece curso de extensão sobre o assunto voltado para quem está na área de exatas | Divulgação

Ciência diária

Quando se fala em exatas, algumas pessoas se sentem desconfortáveis. Seja pela falta de familiaridade, interesse ou até mesmo gosto. Em alguns casos, a matemática, a física e a química são verdadeiros “bichos-papões” durante o ensino médio.

No entanto, é inegável que usamos determinados conhecimentos adquiridos nessas disciplinas acadêmicas em nossa vida. A matemática, por exemplo, está presente quando fazemos cálculos no dia a dia. Já a física nunca sai de moda, tendo em vista que a gravidade está aí desde que “mundo é mundo”. Enquanto a química, está presente em todos os materiais que nos cerca, como a água.

“A astronomia é uma ciência incrivelmente popular e ela serve muito para educação científica e para aproximar as pessoas da ciência. Ela é muito interdisciplinar e com ela nós podemos usar física, química e estamos começando a pensar em termos de biologia fora da Terra. Então, a astronomia é uma porta de entrada para a ciência”, explica Eduardo Cypriano, professor do Departamento de Astronomia, do IAG – Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, da USP (Universidade de São Paulo).

Importância da astronomia no cotidiano

Mas e a astronomia, como ela impacta, direta ou indiretamente, a nossa vida? A resposta pode ser clichê, mas, assim como as outras ciências, ela está presente em tudo no nosso cotidiano. Isso porque, a astronomia pode responder questões como: onde estamos, de onde viemos e para onde vamos.

Além disso, vale destacar para quem usa GPS, wi-fi ou telefone celular, que esses aparelhos e mecanismos foram desenvolvidos e/ou aprimorados pela astronomia. Isso porque, atualmente, existem milhares de satélites que orbitam a Terra e, assim, possibilitam a realização de ligações telefônicas e transmissões de sinal para televisores e sistemas de navegação.

Outro ponto de suma importância da astronomia é a manutenção e a preservação da Terra de possíveis desastres espaciais. Atualmente, aproximadamente 2 mil asteroides no Sistema Solar têm algum potencial de colidir com a Terra e causar um dano significativo. Mesmo que a probabilidade disso acontecer seja pequena, ela não deixa de ser possível e, nesse caso, é fundamental monitorar esses objetos constantemente.

“Existem diversos avanços que aconteceram por meio da astronomia. Um exemplo são os CCDs, que são os chips fotossensíveis que fazem imagens nos nossos celulares e foram desenvolvidos para observações astronômicas. Hoje eles estão aí no nosso dia a dia”, acrescenta Cypriano.

“Conceitos de Astronomia”

Levando isso em consideração, estudar astronomia é imprescindível. Por conta disso, o Departamento de Astronomia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, da USP, está oferecendo em sua grade o curso online e gratuito de extensão universitária “Conceitos de Astronomia“, que tem como objetivo dar uma visão geral de Astronomia e Astrofísica aos graduandos e graduados na área de exatas.

Assim sendo, é obrigatório ser estudante de graduação ou graduado em cursos da área de exatas com ênfase em Física, Astronomia, Matemática e Química. Os documentos comprobatórios como certificado de conclusão ou diploma para graduados e declaração de matrícula para graduandos, deverão obrigatoriamente ser submetidos durante o período de inscrição.

O curso será realizado de 09/08/2021 a 26/08/2021 e as aulas serão oferecidas inteiramente online, com atividades síncronas e assíncronas com carga horária de 30 horas.

As atividades assíncronas contam com vídeos disponibilizados uma semana antes do início do módulo, que começa no dia 09/08. Já as atividades síncronas, são aulas no formato de “lives” durante duas semanas, de segunda à quinta-feira, no horário noturno – das 19:00 às 21:00, a partir do dia 16/08.

“Esse curso é voltado para graduandos e graduados em exatas. Ele é direcionado, principalmente, para universidades que não tinham nenhum departamento de astronomia e os alunos não conseguiam ter acesso a esse conteúdo”, acrescenta Cypriano.
As inscrições já estão abertas e vão até o dia 25/07/2021, às 23:59. A matrícula acontece em um sistema totalmente online.

Além deste, segundo Cypriano, o IAG oferece uma ampla gama de cursos de extensão para todo tipo de público. Nesse caso, vale a pena ficar de olho.

Deixe seu comentário

Artigo anteriorGOLFINHO é DIMINUTIVO do quê? Iberê Responde
Próximo artigoPainel inteligente: equipamento une álcool, oxímetro e termômetro