Europa fará missão para estudar vulcões em Vênus

publicidade

Após tantos estudos em Marte, será que outro planeta é o destaque da vez? Recentemente, a NASA anunciou que lançará duas naves robóticas para Vênus. Agora, a Agência Espacial Europeia (ESA) se uniu à tendência selecionando a EnVision, outra missão orbital que será realizada em 2031.

publicidade

vênus

Em comparação com Marte, Vênus é menos visitado por naves robóticas, mas há um aumento de interesse pelas mudanças climáticas e exoplanetas parecidos com a Terra: pesquisadores querem saber por que Vênus é um forno de estufa quente com uma atmosfera de ácido sulfúrico.

O Venus Express da ESA (primeira missão da agência ao planeta) esteve ativo de 2006 a 2014 e ajudou a encontrar vulcões ativos. O objetivo fundamental para a EnVision é confirmar essa evidência, informa o cientista-chefe Richard Ghail, da Royal Holloway, Universidade de Londres. “O padrão dos vulcões nos diz como o planeta funciona”, completa ele.

As missões anunciadas estão interligadas e possuem uma ordem estratégica. A VERITAS da NASA será capaz de criar um mapa global detalhado da topografia de Vênus. Já a DAVINCI+ estabelecerá a “verdade terrestre” usando o paraquedismo de uma sonda por meio da atmosfera. Por fim, a EnVision busca entender como a atividade da superfície afeta a dinâmica atmosférica, informa Ghail.

A densidade das nuvens do planeta indica que as câmeras ópticas não podem ver muito. Porém, outros comprimentos de onda podem penetrar na escuridão. Por isso, a missão EnVision usará um espectrômetro infravermelho para procurar pontos quentes na superfície que indiquem vulcões ativos em Vênus.

Além disso, haverá o uso de radar para mapear a superfície, procurando sinais de fluxos de lava. Espectrômetros infravermelhos ultravioletas e de alta resolução procurarão por emissões de vapor de água e dióxido de enxofre, para verificar se vulcões queimados estão aumentando a química das nuvens.  “A descoberta pelo Venus Express de que pode haver vulcanismo tornou-o um lugar mais interessante para se estar”, diz Ghail.

Fonte: Science Magazine

Deixe seu comentário

Artigo anteriorQuantos BALÕES levantam uma PESSOA? Iberê Responde
Próximo artigoVOCÊ se COBRIU ERRADO a VIDA INTEIRA? Nós Testamos!
Jornalista e produtora de conteúdo. Desde criança, amo escrever e refletir sobre diversos assuntos. Faço questão de estar imersa nas redes sociais (minha favorita é o Instagram), e séries e filmes têm sempre um espacinho reservado no meu tempo livre. Como uma boa fã de Friends, acredito que um pouco de descontração é fundamental para levar a vida da melhor forma possível.