Um verdadeiro mensageiro sideral: Salvador Nogueira e sua paixão pela astronomia

publicidade

Desde muito jovem, Salvador Nogueira é apaixonado por ciência, especialmente exploração espacial e astronômica. Na aparição do cometa Halley, em 1986, ele tinha apenas 7 anos e já se sentia completamente fissurado. Quando cresceu, escolheu cursar jornalismo e conseguiu se tornar um mensageiro sideral nas mais variadas plataformas. Durante mais de 20 anos de carreira, o profissional sempre teve consciência da importância que as mídias digitais têm para a produção de conteúdo.

publicidade

salvador nogueira mensageiro sideral

 

“Meu primeiro emprego foi na Folha Online e, depois de passar quase sete anos na Folha impressa, fui para a Globo por 3 anos onde fui o primeiro editor de Ciência e Saúde do G1. Então, desde a largada, sempre tive um olhar para o digital. O que mudou de lá para cá é que o online, que nasceu como linha auxiliar, agora tem um protagonismo quase absoluto”, explica Nogueira.

Ligado nas principais tendências, o jornalista decidiu criar seu próprio canal no Youtube, chamado “Mensageiro Sideral”, liderando um time de especialistas que comentam e apresentam as mais importantes novidades da exploração espacial, de maneira didática e interessante.

Sucesso no Youtube 

Atualmente, o canal já ultrapassou os 100 mil inscritos. Ao ser questionado sobre qual foi a estratégia para conquistar tanto sucesso, Nogueira conta que a palavra chave foi sinergia. “Tentar criar o máximo possível intersecções entre minha atuação nas mais variadas mídias para atrair mais gente para o canal. Hoje qualquer produtor de conteúdo tem “pegadas” em várias redes sociais, e é importante fazê-las dialogarem entre si e impulsionarem-se mutuamente”, aconselha.

Um dos vídeos favoritos de Nogueira é “A Conquista da Lua, com introdução comemorativa do 51º aniversário da Apollo 11“, um documentário bem completo que retrata todas as etapas, desde o Sputnik, em 1957, até a última missão lunar tripulada do século 20. Já um dos maiores sucessos é “Astrônomos descobrem mundo terrestre na estrela mais próxima do sol“, ou seja, a Proxima Centauri.

Terra plana?

Em alguns dos conteúdos mais recentes do canal, há um aviso de que o vídeo não é indicado para aqueles que acreditam que a Terra seja plana. Ao ser questionado sobre como o boato teria ganhado tanta força nos dias atuais, Nogueira é absolutamente sincero: “um amigo meu, que inclusive faz a moderação no canal, queria que eu fizesse um vídeo derrubando a loucura da Terra plana. Eu achava (como ainda acho) que é uma imensa perda de tempo. Você me pergunta: ‘Como explicar que isso não passa de uma farsa?’, e eu respondo: ‘É impossível. Você nunca vai conseguir explicar.’ E sabe por quê? Porque quem acredita numa doideira dessas é completamente refratário a quaisquer evidências”.

mensageiro sideral salvador nogueira

Sempre atento às evidências científicas, “Mensageiro Sideral” conquistou o selo SVBR, pertencente ao projeto Science Vlogs Brasil, que valoriza e divulga criadores de conteúdos confiáveis na plataforma. “Acho importante esse movimento de validar e certificar conteúdos no YouTube, porque estamos falando de uma plataforma que é muito “terra de ninguém”. A desinformação pode circular tanto (e geralmente muito mais) que a informação qualificada. A criação do selo foi uma maneira “valente” de tentar combater essa crise de infodemia que estamos vivendo e fico feliz de ser um dos membros agraciados com ele”.

Veterano na divulgação científica

Nogueira é um verdadeiro veterano na criação de conteúdo científico e ressalta que, no futuro, o bastão deve ser passado aos mais novos. “Questões urgentes, como as mudanças climáticas, a despeito de todos os esforços, não foram endereçadas de forma satisfatória. A próxima geração, a turminha da Greta Thunberg, tem uma certa frustração com a gente, e com razão. Falamos bastante, mas não fizemos nem perto do suficiente. Então, o que eu espero do futuro da divulgação científica no Brasil é que resista bravamente a esse impulso global obscurantista do começo do século 21 e consiga concluir o trabalho que começamos nos últimos 70 anos, mas que parece ainda estar bem longe de terminar”, conclui.

Que tal conhecer todos os conteúdos do canal “Mensageiro Sideral“? Para conferir e se manter sempre atualizado sobre exploração espacial e astronômica, clique aqui.

Deixe seu comentário

Artigo anteriorJovem usa sucata eletrônica para contribuir no desenvolvimento cognitivo de estudantes
Próximo artigoGrupo desenvolve material didático em 3D visando melhorar a compreensão de conteúdo de citologia
Jornalista e produtora de conteúdo. Desde criança, amo escrever e refletir sobre diversos assuntos. Faço questão de estar imersa nas redes sociais (minha favorita é o Instagram), e séries e filmes têm sempre um espacinho reservado no meu tempo livre. Como uma boa fã de Friends, acredito que um pouco de descontração é fundamental para levar a vida da melhor forma possível.