Pequenos, mas perigosos: qual a verdadeira função dos mosquitos?

publicidade

Por um lado, eles até parecem inofensivos. De outro, existem espécies venenosas que representam perigo aos seres humanos. Mas qual será a função dos mosquitos para o nosso planeta?

publicidade

Com cerca de 3500 espécies, os mosquitos contam com características comuns a todos os insetos: seu corpo é dividido em três partes (cabeça, tórax e abdômen), possui um par de antenas e três partes de pernas. Porém, se diferencia pelo aparelho bucal longo, utilizado para facilitar a alimentação.

função dos mosquitos

E, como todos os seres vivos, estes insetos têm grande importância como parte da cadeia alimentar. “No caso dos mosquitos, tanto as larvas quanto os adultos servem de alimento para outros animais, como peixes, anfíbios e aranhas. Também são responsáveis por parte da polinização; e as moscas participam do processo de decomposição de matéria orgânica”, explica Mário Kokubu, Biólogo e Educador do Planeta Inseto do Instituto Biológico, ligado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Insetos mais perigosos do mundo

Caso os mosquitos desaparecessem do planeta, haveria um provável desequilíbrio de toda a cadeia alimentar. Mesmo assim, é importante ressaltar que a função dos mosquitos não traz apenas pontos positivos. Afinal, segundo Kokubu, a “má fama” desses insetos serem os mais perigosos do mundo por conta das doenças que transmitem é verdadeira. Isso porque, falando em quantidade, eles matam mais pessoas que outros animais.

Essa questão também pode ser confirmada por meio de estudos. De acordo com um levantamento da Fundação Bill e Melinda Gates divulgado em 2019, o inseto é 180 vezes mais letal que cobras, hipopótamos e tubarões, causando cerca de 725 mil mortes por ano no mundo.

Um dos mosquitos mais conhecidos pelas pessoas é o Aedes aegypti, causador de doenças como a dengue, chikungunya e zika. Porém, existem outras espécies perigosas e comuns no Brasil. Alguns exemplos são os gêneros Sabethes Haemagogus, de áreas silvestres, que transmitem o vírus da febre amarela.

Outra curiosidade interessante é que, dos mosquitos com importância médica, apenas as fêmeas se alimentam de sangue. “É um alimento rico em proteína e muito importante para a produção dos ovos. Já os machos destas espécies se alimentam de néctar das flores ou da seiva das plantas”, ressalta Kokubu.

E por que sentimos coceira?

Agora que já entendemos a função dos mosquitos, vamos entender algo que incomoda muita gente. Muitas vezes só percebemos que levamos uma picada de mosquito quando sentimos coceira. Mas você já parou para pensar o porquê ela acontece? A resposta é curta e um tanto curiosa: a coceira é uma reação alérgica ao cuspe do mosquito. Isto é, eles utilizam um mecanismo que envolve saliva para tirar o máximo de sangue da vítima o mais rápido possível.

Mas, afinal, como se proteger dos mosquitos? Algumas dicas são usar roupas que cubram pernas e braços, abusar dos repelentes e inseticidas e utilizar barreiras físicas que impossibilitem que o mosquito entre em casa, como telas mosquiteiro, por exemplo. Ah! Também nunca deixe água parada, já que elas servem como criadouros para estes insetos depositarem seus ovos.⠀⠀⠀

Deixe seu comentário

Artigo anteriorCÂMERA que ENXERGA o CALOR: Aprenda a fazer
Próximo artigoComo são FEITOS os ÓCULOS #Boravê!
Jornalista e produtora de conteúdo. Desde criança, amo escrever e refletir sobre diversos assuntos. Faço questão de estar imersa nas redes sociais (minha favorita é o Instagram), e séries e filmes têm sempre um espacinho reservado no meu tempo livre. Como uma boa fã de Friends, acredito que um pouco de descontração é fundamental para levar a vida da melhor forma possível.