9 fatos sobre o planeta Vênus que o fazem ser tão incrível

publicidade

Se o Inferno existe, fica em Vênus

publicidade

Vênus é de longe o planeta mais quente de todo o sistema solar. Sua temperatura média é de 462°C, um verdadeiro forno capaz de destruir em poucos minutos todas as sondas que pousaram lá até agora. Embora Mercúrio seja mais próximo do Sol do que Vênus, a temperatura do planeta “do amor” consegue ultrapassá-lo em mais de 200°C por conta do efeito estufa gerado por sua atmosfera.

Um abraço sufocante

A pressão na superfície de Vênus é de 92 vezes a pressão atmosférica, o que equivale a uma profundidade de 1 km nos oceanos da Terra. Se não bastasse o calor, você ainda será esmagado por esse “abraço” apertado que o planeta vai te dar caso resolva dar uma voltinha por lá.

Chuva de ácido sulfúrico

Se tudo isso não fosse suficiente para te fazer desistir do “tour” em Vênus, saiba que o planeta é coberto por uma camada grossa e opaca de nuvens de ácido sulfúrico, que eventualmente se condensam numa deliciosa chuva ácida. A temperatura elevada, porém, faz com que as gotas evaporem antes de chegar ao solo.

Ele é do contra

Vênus é o único planeta do Sistema Solar que gira ao contrário em torno de seu eixo. Este fenômeno exótico significa que o planeta sofreu, possivelmente, impactos intensos no seu passado a ponto de deixá-lo com uma rotação retrógrada.

Calendário exótico

Um dia de Vênus leva 117 dias dos nossos, enquanto um ano de Vênus equivale a 225 dias terrestres. Isso quer dizer que cada ano de Vênus tem apenas dois dias. Se for feriado então, é meio ano de descanso.

Sopro dilacerante

Se a rotação da sua superfície é extremamente lenta, o mesmo não se pode falar da sua atmosfera. Nas camadas das nuvens os ventos chegam a velocidades acima de 300 km/h e se movem 60 vezes mais rápido que a rotação do planeta, enquanto que na Terra os ventos mais rápidos chegam a apenas 20% da rotação.

Escudo atmosférico

Já que estamos falando da atmosfera, acredita-se que o vento solar (prótons e elétrons provenientes do Sol) interagindo com sua ionosfera gera um campo magnético induzido que consegue defletir o fluxo de partículas ao redor do planeta, evitando uma perda acelerada de gases para o espaço.

No prumo

A Terra tem seu eixo de rotação inclinado em 23°, que é responsável pelas estações do ano e monções por aqui. Vênus tem seu eixo praticamente alinhado com o plano de órbita, o desnível é de apenas 2,64°, praticamente um pião bem aprumado a girar.

Brilha brilha estrelinha

Depois do Sol e da Lua, Vênus é o corpo celeste mais brilhante do céu. Mas por ser um planeta interno (de órbita mais interna do que a Terra), só é possível enxergá-lo antes do amanhecer ou após o entardecer, dependendo da época do ano. Por esse motivo ele foi chamado no passado de Estrela Matutina e Estrela Vespertina. Demorou um pouco até perceberem que ambas eram a mesma estrela e, que no final, nem estrela era, era planeta.

Deixe seu comentário